Escolha sua rádio favorita
Rádio on-line!
MISTURADÃO
MARCO ANTONIO
Taió em estado de atenção para estiagem. Consequências da falta de chuva em Abril.
Geral | 23/04/2018 14:04 | Leandro Puchalski/NSC | Fotos: Ilustrativa/Web

O mês de abril registrou até o momento poucos episódios de chuva em Santa Catarina. A maior parte das cidades, acumulou nos últimos 15 dias, menos do que 30 mm, com exceção de pontos isolados no Oeste, na Grande Florianópolis e no Norte do estado. Por serem volumes baixos e concentrados em poucos episódios, podemos dizer que o mês está sendo marcado pelo tempo mais seco.

Uma das principais consequências dessa falta de precipitação é sentida pelos rios, que ficam com o nível abaixo do normal. No relatório divulgado hoje pelo setor de Hidrologia da Epagri, pelo menos 11 municípios estão identificados com algum estágio para estiagem. São eles:

Estado de Emergência para Estiagem --> Concórdia, Braço do Norte, José Boiteux e São João Batista.

Estado de Alerta para Estiagem --> Forquilhinha, São Martinho, Camboriú, Rio Negrinho e Canoinhas.

Estado de Atenção para Estiagem --> Joaçaba e Taió.

Os rios em estado de emergência estão com o nível mais baixo, mais crítico, consequência da pouca chuva e/ou da falta dela. Já os municípios classificados em Atenção, estão muito próximos de entrar em uma situação de estiagem.

Vale lembrar que o Outono é uma estação onde os volumes de chuva são bem menores quando comparados ao verão. Mas é preciso ficar atento, pois a falta de chuva pode vir a provocar problemas, principalmente na agricultura. Outo dado que chama bastante atenção, em períodos longos sem chuva significativa, são os focos de queimadas. Pelo menos 83 focos de queimadas foram registrados aqui no estado nesses primeiros 22 dias do mês.

Abril de 2018 já é considerado o mês de Abril com mais focos de queimadas em Santa Catarina desde 2003, quando ocorrem 121 focos. A média do mês é de 27 focos de queimadas.

O mapa de Previsão de Risco de Fogo, gerado pelo CPTEC, indica que áreas do Meio Oeste, Serra, Sul e Planalto Norte estão mais suscetíveis a ter ocorrência de focos de queimadas nos próximos 2 dias, por conta da falta de chuva e das temperaturas mais elevadas.

Um Foco de queimada indica a existência de fogo em uma determina área. A leitura desses focos é realizada através de satélites, os quais detectam focos em áreas superiores a 30 m de extensão por 1 m de largura.

Por: Bianca Souza - Técnica em Meteorologia

 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
Publicidade
Avenida Nereu Ramos, 226 - Centro - Taió - Santa Catarina - 89190-000 || Fone/Fax: 47 3562-0139 || E-mail:comercial@radio1047.fm.br
2016 Rádio 104,7 FM, Todos os Direitos Reservados.